quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

#NBB Caxias do Sul 81x69 Vasco - (pós jogo)

Giovannoni tenta arremesso; camisa 12 foi o cestinha do Vasco

Em meio a uma semana turbulenta para o basquete vascaíno, a equipe de São Januário foi até o sul do país enfrentar o Caxias do Sul, dono da sétima colocação e vindo de vitória, em casa, sobre o Joinville. Além disso, para acrescentar ao péssimo cenário instalado no basquete do Vasco desde a última quinta-feira (4/10), quando veio a público a notícia da existência de salários atrasados, o técnico André Barbosa não contava com diversos jogadores, fruto de lesões – Fúlvio,Nezo e Gui Deodato – e por conta do entrave salarial, caso de David Jackson. O último já não faz parte dos planos do clube para o restante da temporada.



O JOGO:

A equipe carioca entrou em quadra demonstrando uma dedicação inesperada, visto que a situação em que o clube se encontra, dentro e fora de quadra, não fomenta comprometimento. Contudo, o Vasco conseguiu aplicar uma boa defesa no início do jogo, dificultando o jogo forte em transição da equipe de Caxias do Sul. Já no ataque, o bom aproveitamento esteve presente em todo quarto, destacando Dedé Stefanelli com 7 pontos e Gustavo com 6 pontos, ambos com 64% e 67% de acertos, respectivamente. Vasco 25x16 Caxias do Sul.

O segundo quarto iniciou com uma boa vantagem para o cruzmaltino, reflexo ainda do ótimo momento dos titulares. Entretanto, já era esperada uma queda de rendimento do time, pois com os desfalques citados acima, a rotação ficou comprometida. Vale ressaltar a entregar do ala-pivô Guilherme Giovannoni que, mesmo com poucos minutos de descanso entre os quartos, conseguiu liderar o time com 8 pontos e manter a liderança no placar. Vasco 42x34 Caxias do Sul.

A volta do intervalo pouco mudou o cenário do jogo em quadra.Com ambas as equipes mantendo um jogo cadenciado, sem forçar jogadas em transição rápida para o ataque, apostando no jogo 5 contra 5,a equipe da pequena cidade de Caxias do Sul aproveitou o fator de estar jogando em casa e venceu o quarto por apenas 4 pontos, suficientes para reduzir o prejuízo.

Esse último quarto descreve diretamente o que é o Vasco da Gama na atual temporada do NBB. Com um elenco totalmente desmanchado, sem vontade nenhuma para honrar com a camisa que vestem, anotaram apenas 13 pontos em 10 minutos, chegando a ficar mais de 8 minutos sem anotar um arremesso certeiro, pontuando apenas através de lances livres. Somado a isso, a defesa já demonstrava o cansaço plausível de uma rotação com apenas 2 reservas, estourando o limite de faltas ainda com metade do quarto por jogar. Derrota de número 8 no Novo Basquete Brasil: 81x69.

ESTATÍSTICAS:

2PTS: 18x26
3PTS: 8x5
REB: 40x29
AST: 16x14

NÚMEROS INDIVIDUAIS:

Bruninho: 8 pontos
Gustavo: 9 pontos
Giovannoni: 21 pontos
Hayes: 7 pontos
Lucas Mariano: 8 pontos
Dedé Stefanelli: 13 pontos
Renato: 3 pontos

Por: Eric Miranda
comentários via Facebook

0 comentários: