sábado, 18 de novembro de 2017

#NBB10 - Vasco 75 x 82 Mogi (Pós-jogo)

Lucas Mariano

O JOGO:

A equipe Vascaína entrou em quadra na tarde desse sábado (18/11), buscando uma sequência positiva na competição. Dessa forma, foi nítida a mudança de postura no primeiro quarto de jogo, com uma defesa sólida e forçando bastante o jogo dentro do garrafão adversário, o Vasco conseguiu abrir uma vantagem considerável. Vasco 22x13 Mogi.

Já no segundo período, os reservas comandados por Nezinho e Renato não conseguiram dar continuidade ao bom começo de jogo, reflexo da agressiva defesa da equipe de Mogi das Cruzes, que apostou na transição rápida para o ataque objetivando retornar à partida. Outro ponto negativo da equipe de São Januário foi a preocupação recorrente com as decisões da arbitragem, destacando o jogador Lucas Mariano que foi para o intervalo com 3 faltas individuais. Vasco 37x44 Mogi.

No terceiro quarto, o público que compareceu à Arena Carioca 1 tentava motivar o time para buscar o resultado. Entretanto, com a insistência em erros individuais e desperdícios de posse de bola, o Vasco viu o Mogi das Cruzes apenas administrar o resultado.

Perto do fim, a vantagem construída pelo adversário ao longo do jogo foi crucial para definir o placar. Mesmo com o apoio vindo dos torcedores, o Vasco não conseguiu encostar realmente e pagou pela inconsistência ao longo de toda partida, conhecendo sua terceira derrota na competição. Fim de jogo: Vasco 75x82 Mogi das Cruzes.

NÚMEROS POR EQUIPE

REBOTES: 35x42
3PTS: 6x9
2PTS:22X20
ASS:19x19

 ESTATÍSTICAS

Lucas Mariano: 13p, 8 reb
Gui Deodato: 4p
Fúlvio: 5p, 5 ast e 4 reb
Giovanonni: 8p e 4reb 
David Jackson: 17p e 4ast 
Nezinho: 9p e 6ast
Renato: 14p e 7reb
Gustavo: 6p
Hayes: 3p
Bruninho: não atuou
Luiz Felipe: não atuou

Análise geral: O Vasco ainda não se encontrou na competição. Após um começo animador durante a Copa Avianca, onde se consagrou campeão de forma invicta, o time sofre com uma defesa lenta, fruto do escasso período de pré-temporada e, consequentemente, da falta de entrosamento do remodelado elenco vascaíno. Próximo encontro é no dia 5/12, fora de casa, contra o Basquete Cearense, após duas semanas fora das quadras. Haverá transmissão ao vivo do SporTV.

Por: Eric Brandão. 

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. E mais um jogo péssimo do nosso time, já tá virando tradição... Perder faz parte do esporte, o NBB tem times excelentes, mas não estamos tendo chance de brigar pelas vitórias, o time está lento na marcação e lento e previsível no ataque, os números mostram isso claramente, um jogador com a habilidade de chutar de 3 como o Jackson não pode chutar só duas, isso mostra a lentidão do ataque que não cria uma situação de desequilíbrio da defesa adversária para poder chutar, o Vasco está tendo uma dificuldade monstruosa de sair de marcação forte, e os adversários já perceberam isso.
    Individualmente novamente formos muito mal, Dedé Stefanelli sem nenhuma confiança, entrou e deu um airball e saiu, e André Barbosa já começa a encostá-lo, pois só jogou 3 minutos e ele é importante na rotação do time, é um jogador experiente, já jogou final de NBB como titular (São José).
    Fúlvio ainda não estreou no NBB, novamente partida horrorosa, um jogador do nível dele, contratado para ser o cérebro da equipe não pode ter 28% de aproveitamento dos arremessos de quadra e não bater nenhum lance livre no jogo.
    Aproveitamentos dos demais: Deodato 25%, Gustavo 29%, Guilherme 38%, assim fica realmente bem complicado vencer o ótimo (e muito bem treinado, diga-se de passagem, pelo Guerrinha) time do Mogi, que fisicamente e tecnicamente sobrou no jogo.
    NOvamente falo o que já falei, a falta do estadual está pesando, acredito nesse elenco e na comissão técnica, a tendência é melhorar, vamos com tudo.

    ResponderExcluir